6.7.11

Existirmos: a que será que se destina?


Cajuina, é uma das músicas mais lindas do Caetano Veloso e sempre que a escuto lembro do meu querido amigo Alexandre.  
Ele foi embora em 1990 e até hoje tenho muita saudade. 

Esta versão é de Dimitri Cervo, compositor gaúcho, com Roney Marczak no violino e Christian Ruvolo no piano. Muito linda.


Alex querido, onde estiveres recebe o meu carinho!


Nenhum comentário: